Anvisa proíbe venda de linguiça calabresa e toscana; veja os lotes

Proibição levou em consideração o recolhimento voluntário promovido pela empresa, em decorrência de microrganismos bacterianos encontrados nos lotes dos produtos.

Anvisa proibiu, na última quarta-feira (31/10), a distribuição e a comercialização dos lotes 214 da linguiça tipo calabresa 500 g da marca Ouro do Sul e 47 da linguiça toscana sabor queijo 800 g, da mesma marca, fabricados pela empresa Cooperativa de Suinocultores do Caí Superior Ltda. (Frigorífico Ouro do Sul e Empresa Coprocarne).

A medida de interesse sanitário, válida em todo o território nacional, determina, ainda, que a empresa promova o recolhimento dos estoques existentes no mercado referentes aos lotes listados 

Motivação 

A proibição foi determinada considerando o comunicado de recolhimento voluntário encaminhado pela própria empresa responsável, em decorrência da presença de microrganismos bacterianos em lotes dos produtos. 

Publicação 

A medida, determinada pela Resolução-RE 2.989, de 31 de outubro de 2018, e publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta segunda-feira (5/11), tem caráter definitivo e é válida em todo o território nacional, a partir da data da sua publicação.

Orientações ao consumidor 

A Anvisa orienta os consumidores que fazem uso dos produtos proibidos a entrarem imediatamente em contato com o Serviço de Atendimento ao Cliente da empresa, para instruções a respeito do recolhimento do produto e da sua substituição. O telefone é (51) 3695-1155 e o e-mail ourodosul@ourodosul.com.br. Outros produtos e lotes da empresa Cooperativa de Suinocultores do Caí Superior Ltda. não listados aqui estão liberados.   Com informações do Portal Anvisa.

Lotes proibidos  

PRODUTO LOTE DATA DE FABRICAÇÃO – VALIDADE MOTIVO
Linguiça Tipo Calabresa 500 g marca OURO DO SUL 214 01/10/2018 – 29/11/2018 Listeria monocytogenes
Linguiça Toscana Sabor Queijo 800 g marca OURO DO SUL 47 27/09/2018 – 26/10/2018 Salmonella spp.

Fonte:Noticias ao Minuto

Pax Primavera