Azambuja confirma favoritismo e vence eleições no 2º turno em MS

Com o resultado das urnas neste domingo, Reinaldo deve governar MS até 2022

Candidato à reeleição, o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) confirmou o favoritismo e venceu as eleições neste domingo (28), com 95,39% das urnas apuradas. Ele soma 52,31% da preferência. O segundo colocado, Odilon de Oliveira (PDT), obteve 47,69% dos votos. Brancos contam 2,68% e nulos somaram 8,05%. Já o número de abstenções atingiu a marca de 22,82%.

Azambuja votou pela manhã na escola Estadual Lúcia Martins Coelho, na Rua Bahia, região central de Campo Grande. Com a bandeira de Mato Grosso do Sul em mãos, o governador afirmou que, durante a campanha, mostrou que trabalha com responsabilidade e apresentou propostas de melhorias para o Estado.

Também declarou que foi beneficiado com os debates do 2º turno e que vai continuar a gestão em parceria com os 79 municípios.

História política

Forçado a abandonar o curso de Administração, Azambuja saiu de Maracaju para conhecer novas tecnologias, fez intercâmbio nos Estados Unidos e colecionou ideias e métodos que hoje aplica como chefe de governo.

Foi prefeito de Maracaju por dois mandatos, assumiu a presidência da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul), foi deputado estadual, deputado federal e eleito governador em 2014.

Como parlamentar conduziu a formação da Frente Parlamentar do Agronegócio, liderou a bancada do PSDB e foi citado pela revista Veja como um dos mais atuantes e transparentes parlamentares.

No governo cumpriu 78% das promessas da campanha passada, iniciou a Caravana da Saúde e fez um trabalho de regionalização da saúde. Com o resultado das urnas neste domingo, deve governar até 2022.

Pax Primavera