Protestos contra Bolsonaro ocorrem em pelo menos 62 cidades; atos a favor, em 27

Protesto contra Bolsonaro ocupa a Cinelândia, no Centro do Rio — Foto: TV Globo

Atos aconteceram desde a manhã deste sábado em 26 estados e no Distrito Federal. As maiores manifestações foram contra o candidato e ocorreram no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Manifestantes em ao menos 62 cidades foram às ruas em atos contra o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) neste sábado (29). O movimento, chamado de #EleNão, foi convocado pelas redes sociais, com o apoio de artistas, durante o mês de setembro.

Em resposta ao movimento, apoiadores de Bolsonaro também se reuniram em atos pelo Brasil para demonstrar apoio ao presidenciável. 27 cidades tiveram atos a favor de Bolsonaro.

No Rio de Janeiro, manifestantes contrários ao candidato se reuniram na Cinelândia, no Centro, no início da tarde. Inicialmente, a concentração foi em frente ao Cine Odeon.

Às 17h, parte dos manifestantes deixou a Cinelândia e seguiu em passeata por ruas do Centro do Rio. O ato foi encerrado por volta das 21h. Ainda não há estimativa de público.

Os apoiadores de Bolsonaro se concentravam na Avenida Atlântica, em Copacabana, Zona Sul do Rio, na altura do Posto 5. A Polícia Militar acompanhou a manifestação.

Às 18h50, o Centro de Operações do Rio informou que as pistas, que estavam ocupadas desde as 14h pelos manifestantes, foram liberadas.

 

No Rio, apoiadores de Jair Bolsonaro se reuniram na Praia de Copacabana, na Zona Sul — Foto: G1

São Paulo

Os manifestantes começaram a se reunir no Largo da Batata, Zona Oeste de São Paulo, por volta das 14h30 no ato “Mulheres contra Bolsonaro”.

Evento organizado pelas redes sociais também contou com o apoio de partidos e movimentos de esquerda. Artistas se apresentaram em um caminhão de som e barracas vendiam camisetas com a hashtag #EleNão.

Pax Primavera