Autores de Latrocínio em Presidente Prudente são presos em Nova Alvorada do Sul

Samuel Júnior de Souza Fernandes e Luís Gabriel de Oliveira Alves, na companhia de um adolescente, foram presos na noite de ontem – 16 de junho de 2019 – pelo envolvimento na práticas dos crimes de tráfico internacional de drogas e latrocínio.
Entenda o caso, os três autores foram presos por policiais militares na rodoviária da cidade com incurso no crime de tráfico de drogas. Ao chegarem na Delegacia de Polícia, a Polícia Civil de Nova Alvorada do Sul suspeitos da versão apresentada pelo autuados, diante disto iniciaram diligências e em conjunto com o setor de inteligência da Polícia Civil de São Paulo descobriram que eles foram os autores do latrocínio do motorista de aplicativo Luciano Galindo, morto em Álvares Machado – SP.
A Polícia Civil levantou que autores realizaram a subtração do veículo que a vítima dirigia e levaram-no para o Paraguai, executando a vítima com 13 golpes de faca pelo corpo e deixando -o, ainda com vida em um buraco às margens de uma estrada de terra. No país vizinho, o carro foi trocado por droga.
Segundo o Delegado Rômulo Marcelo, o caso continuará sendo investigado pela Polícia Civil de São Paulo e os presos devem responder pelos crimes cuja pena superam os 45 anos de prisão.


Corpo foi encontrado em estrada de terra na zona rural de Álvares Machado — Foto: Betto Lopes/TV Fronteira

Entenda o Caso

Motorista de aplicativo é encontrado morto em estrada na zona rural de Álvares Machado


Luciano Galindo era motorista de aplicativo e foi encontrado morto em Álvares Machado — Foto: Reprodução/Facebook

Associação da categoria informou que a vítima, identificada como Luciano Galindo, de 42 anos, ‘teve a sua vida ceifada de uma forma cruel e violenta’ durante a madrugada.

O corpo de um homem foi encontrado na manhã deste sábado (15) na zona rural de Álvares Machado.

Segundo a Polícia Civil, ele foi identificado como um motorista de aplicativo, chamado Luciano Galindo, de 42 anos, morador do Jardim Aviação, em Presidente Prudente.

A Polícia Civil investiga o caso.

O corpo estava em uma estrada de terra que liga Álvares Machado a Presidente Bernardes.

Segundo a Polícia Militar, o cadáver estava em uma valeta, em um local de difícil acesso, e tinha marcas de facadas.

A perícia esteve no local e a Polícia Civil já deu início às investigações sobre o caso.

O corpo foi encontrado por um homem que fazia caminhada pelo local e acionou a Polícia Militar.

De acordo com a Polícia Civil, o motorista estava trabalhando durante a madrugada, mas o veículo dele não foi encontrado. Também não havia documentos com o cadáver, que foi levado para o Hospital Regional (HR), em Presidente Prudente, onde familiares o reconheceram.

Amigos constataram, durante a madrugada, que o sinal de celular do motorista havia “sumido” e passaram a desconfiar de seu desaparecimento.

O corpo apresentava ferimentos de perfurações que a Polícia Civil suspeita de se tratarem de facadas.

Uma das hipóteses levadas em consideração para o caso é de que se trata de um latrocínio, que é o crime de roubo seguido de morte. Mas as investigações também consideram a possibilidade de um homicídio.

Fonte:G1 Prudente

Pax Primavera