Bombeiro conhecido: crise técnica e política leva Benfica a tirar Jorge Jesus do Flamengo

Alvo de processos e com eleição a ser disputada em outubro, presidente Luis Filipe Vieira faz alto investimento considerando que Mister pode ser solução de efeito rápido

No futebol, quem está em crise tem pressa. E este é o caso no qual se enquadra o Benfica, clube responsável por tirar Jorge Jesus do Flamengo semanas depois de uma renovação contratual até 2021.

Os motivos para que o Mister escolhesse deixar para trás o projeto rubro-negro e voltar para Portugal já foram enumerados por diversas vezes nas últimas semanas. Mas que razões levaram o clube português a abrir os cofres – pagará 3 milhões de euros por temporada, num contrato de três anos -, chegar firme na negociação e lutar para convencer o técnico a retornar?

O cenário conturbado no Benfica pode ser dividido em dois pilares, técnico e político, que acabam se entrelaçando neste momento. O presidente Luis Filipe Vieira – que está no comando do clube desde 2003 – vê sua gestão ameaçada por processos judiciais e um momento ruim dentro dos gramados.

Tudo isso a poucos meses de uma eleição que pode tirá-lo do cargo após sete anos. E, em meio a este incêndio, ele confia que Jorge Jesus pode ser o bombeiro ideal. Tanto que prepara uma cena especial: planeja vir ao Brasil neste domingo, em avião fretado, para buscar Jesus – e, assim, chegar com o novo treinador a Portugal.

Fonte:G1

http://assomasul.org.br/