Cerca de 8,6 mil eleitores de Angélica vão às urnas neste domingo

As eleições suplementares para a escolha dos novos representantes da Prefeitura de Angélica, a 272 km de Campo Grande, serão neste domingo (15). De acordo com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE), cerca de 8.600 eleitores devem ir às urnas das 7h às 17h para votar.

Os eleitores vão poder escolher entre: Geraldo Rodrigues (PSDB); Roberto Cavalcanti (União); Francisco Soares Sobrinho (MDB); e Edison Cassuci Ferreira (PDT).

O pleito define quem completará o mandato atual, que segue até 2024, após a manutenção da impugnação de João Cassuci (PDT), eleito sub-judice em 2020. Atualmente, quem exerce o cargo de prefeito é o Presidente da Câmara Municipal. A decisão foi confirmada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), tornando, assim, definitiva a anulação dos votos obtidos pela chapa vencedora.

Serão usadas 28 urnas de votação e 10 de contingência. Cerca de 300 pessoas entre servidores, colaboradores, auxiliares, mesários e policiais civis e militares estarão envolvidas na realização do pleito, além do Juiz e do representante do Ministério Público Eleitoral. Durante o período de votação serão disponibilizadas máscaras sanitárias, as quais terão uso facultativo pelas eleitoras e pelos eleitores.

Organização

O TRE-MS (Tribunal Regional Eleitoral) disponibilizou 28 urnas para a votação, além de reservar outras dez de contingência, ou seja, para o caso de falhas das demais. São 29 seções eleitorais, que ficarão abertas das 7h às 17h.

Cerca de 300 pessoas entre servidores, colaboradores, auxiliares, mesários e policiais civis e militares estarão envolvidas na realização do pleito, além do juiz e do representante do Ministério Público Eleitoral.

Para atender os eleitores da zona rural, a corte vai ter quatro ônibus para levá-los até os locais de votação. Há ainda três veículos de reserva.

A divulgação dos resultados poderá ser acompanhada no portal do TSE a partir das 17h.

Fonte:Enfoque MS

Assomasul Corredor Bioceanico