Deputados tomam posse e governador acompanha 1º dia na Assembleia

Logo após a posse, será realizada uma sessão extraordinária para a escolha dos membros da próxima Mesa Diretora da Casa de Leis

Os deputados estaduais eleitos nas últimas eleições serão empossados nesta sexta-feira (1º). A cerimônia será realizada no Plenário Deputado Júlio Maia, na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul e o governador Reinaldo Azambuja (PSDB) acompanha o primeiro dia de trabalho.

A sessão será presidida pelo deputado Onevan de Matos (PSDB), atual 1º vice-presidente da Mesa Diretora, reeleito nas últimas eleições. O último presidente, Junior Mochi (MDB), foi candidato a governador nas últimas eleições e por isso, não garantiu seu lugar na Casa de Leis.

Logo após a posse, será realizada uma sessão extraordinária para a escolha dos membros da próxima Mesa Diretora da Casa de Leis.

O deputado Paulo Corrêa (PSDB) é o mais cotado para assumir o comando do Legislativo estadual. Na chapa está Zé Teixeira (DEM), que ficará com a 1ª secretaria se o quadro se confirmar. 

Bancadas – A Assembleia Legislativa terá 11 deputados. Dos 24 integrantes da legislatura que terminou nesta quinta-feira, 31 de janeiro, 13 permanecer na Casa. A maior bancada continua sendo do PSDB, que vai contar com cinco integrantes, seguido pelo MDB, com três.

A bancada vai contar com Onevan de Matos, Paulo Corrêa, Felipe Orro, Rinaldo Modesto e Marçal Filho. Já o MDB tem Márcio Fernandes, Eduardo Rocha e Renato Câmara.

O PT, que tinha a terceira maior bancada com quatro deputados, conseguiu eleger apenas a metade, Pedro Kemp e Cabo Almi. Alguns partidos conseguiram ao menos continuar com a mesma representação, como o DEM, que segue com José Carlos Barbosa e Zé Teixeira.

Outras legendas aumentaram a bancada, como o PDT, que não tinha representante e agora vai contar com Jamilson Name. O Solidariedade (SD) subiu de um para dois integrantes: Herculano Borges que conseguiu se reeleger e o vereador Lucas de Lima, que vai estrear no legislativo estadual.

Surpresa – A novidade ficou por conta do PSL, que além de eleger dois representantes – Coronel David e Renan Contar – teve os candidatos mais votados do legislativo, mostrando a forte votação da legenda, seguindo a sintonia da boa votação que Jair Bolsonaro (PSL), no Estado.

Já o PP que não tinha deputado, vai contar com dois parlamentares: Evander Vendramini e Gerson Claro. O PSD vai continuar com um representante, saindo Grazielle Machado e retornando o seu pai, Londres Machado, que vai para o seu 13° mandato na Assembleia.

Lídio Lopes (PEN) continua como representante do seu partido, além de Neno Razuk (PTB), Antônio Vaz (PRB) e João Henrique (PR).

Por:CG News

Pax Primavera