Em Nova Alvorada do Sul,Marcado para março de 2021 júri popular de acusado de matar enteada após ela ‘dar tchau’ para ele

Cezali Freitas da Silva foi preso em Goiânia, onde estaria foragido desde que a enteada foi morta — Foto: Divulgação/Polícia Civil

Julgamento será realizado 6 anos após o crime, ocorrido em Nova Alvorada do Sul. Réu ficou muito tempo foragido e foi preso em Goiás.

Joice Kelly Ribas, 17 anos, foi morta em 2015, no Mato Grosso do Sul, e o padrasto é o suspeito do crime — Foto: Reprodução/Facebook

Está marcado para 11 de março de 2021 o júri popular de Cezali Freitas da Silva, acusado de matar, em 2015, a enteada Joice Kelly Ribas, na época com 17 anos, em Nova Alvorada do Sul, a 107 quilômetros de Campo Grande. O julgamento vai começar às 8h30 (de MS).

Justiça também manteve a prisão preventiva de Cezali Freitas, o qual havia ficado foragido por quatro anos, sendo encontrado em Goiás, em abril de 2019.

O processo contra o acusado ficou suspenso durante o período em que ele ficou foragido. O julgamento estava inicialmente marcado para 2020, mas, por conta da pandemia de Covid-19, foi suspenso, sendo remarcado para o próximo ano.

Crime

O crime aconteceu no dia 25 de janeiro de 2015. Conforme divulgado na época pela polícia, o acusado chegou na casa da família embriagado, após uma pescaria, discutiu com a esposa e a adolescente interviu em favor da mãe.

Depois da discussão, o homem passou a colocar roupas dele no carro e a adolescente, do portão da casa, acenou tchau para o padrasto. Ele foi até à menina, a esfaqueou e fugiu deixando a caminhonete no local. Ela morreu no hospital.

Fonte:G1ms

http://assomasul.org.br/