Engarrafamento para encher o tanque de gasolina a R$ 3,899

Um engarrafamento tomou conta de dois postos de gasolina que disputam a clientela ao vender gasolina por R$ 3,899 o litro. Os estabelecimentos ficam em Águas Claras, às margens da EPTG, uma das via mais movimentadas do Distrito Federal.

A corrida por gasolina mais barata se tornou rotina em Brasília. Como os postos costumam abusar ao fixarem os preços da gasolina nas bombas, quando aparecem promoções, os motoristas não pensam duas vezes na hora de encher o tanque mais barato.

“Não está fácil para ninguém”, diz o comerciante José Eustáquio, 56 anos. “Na grande maioria dos postos, a gasolina está sendo vendida por mais de R$ 4 o litro. Então, quando se encontra preço baixo, vale a pena enfrentar uma fila”, acrescenta. “O importante é o alívio no bolso.”

De real em real

Os especialistas dizem que esse é o melhor caminho. De real em real, no fim de um ano, a economia é grande. Eles ressaltam que os motoristas devem ficar atentos para qualquer oportunidade de abastecer o carro com gasolina mais barata. Mas é preciso se certificar sobre a qualidade do combustível. Há muito produto de baixa ruim na praça.

“Tenho sempre essa preocupação. Mas já me certifiquei que, nos postos em que a gasolina está a R$ 3,899, a procedência é boa. Encho o tanque sempre que posso e nunca tive problemas. O carro tem funcionado muito bem”, afirma Antonio Venâncio, 37, dono de uma loja de pets.

Venâncio reclama da forte oscilação dos preços da gasolina. “Soube que os preços estão mudando quase todos os dias por causa da Petrobras. Não me pergunte o porquê. Mas isso deixa todo mundo perdido. Não dá para controlar nada”, assinala.

Desde julho, a Petrobras vem ajustando os preços dos combustíveis quase que diariamente nas refinarias, para equipará-los às cotações no mercado internacional e à variação do dólar. Segundo a empresa, é uma forma de se manter competitiva e de evitar prejuízos.

Fonte:CB

http://assomasul.org.br/