Fla sofre na altitude da Bolívia, mas vence na estreia da Libertadores

Gabigol marcou o gol contra o San José-BOL, em Oruro, que garantiu a 1ª vitória do clube rubro-negro em uma estreia fora de casa na competição

Flamengo estreou na Copa Libertadores com uma vitória por 1 a 0 sobre o San José, da Bolívia, em partida disputada na cidade de Oruro, a cerca de 3.700 metros acima do nível do mar, válida pelo Grupo D da competição continental. O atacante Gabigol fez o gol que deu ao clube rubro-negro a primeira vitória do clube em uma estreia fora de casa em 15 participações no torneio.

O receio pelos efeitos da altitude da cidade boliviana fez a diretoria do time rubro-negro carioca se precaver. O departamento médico do clube comprou balões de oxigênio para os atletas, além de optar por uma alimentação suplementar e exercícios respiratórios especiais.

O jogo

O meia Sanguinetti deu o primeiro susto na torcida do Flamengo, aos 2 minutos, com um chute de fora da área que passou muito perto do ângulo direito de Diego Alves.

O time brasileiro teve a primeira grnade chance aos 9 minutos, quando o meia Diego Ribas arriscou de muito longe e quase surpreendeu o goleiro Lampe, que estava adiantado. A bola passou perto da trave superior.

Aos 20 minutos, o time flamenguista teve a chance de abrir o placar em um lance que passou pelos pés de Arrascaeta e terminou no chute de Gabigol. Porém, o centroavante bateu muito alto e perdeu o gol.

Dois minutos depois, o goleiro Diego Alves precisou usar toda a sua habilidade para desviar outro chute perigosíssimo de fora da área do ataque boliviano. Desta vez, a finalização foi do volante Fernández.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook

A equipe boliviana ainda levaria perigo em outro lance, aos 38 minutos, quando Saucedo chutou já dentro da área, mas Diego Alves surgiu novamente para salvar o Flamengo.

Ex-santistas decidem

O tempo final começou da mesma forma. As equipes se alternavam no ataque, mas os bolivianos pareciam ter o controle da partida.

No entanto, o talento do atacante Gabigol fez a diferença para a equipe brasileira. Aos 14 minutos, Bruno Henrique conseguiu dar um belo passe para o centroavante, que invadiu a área e tocou na saída do goleiro Lampe. A jogada dos ex-companheiros no Santos foi decisiva: 1 a 0.

Chutes de longa distância: arma boliviana

Os chutes de longa distância eram claramente uma arma poderosa dos bolivianos desde o início da partida devido ao efeito da bola na altitude.

Aos 17 minutos, em mais uma tentativa semelhante, Marcelo Gomes arriscou, a bola subiu e caiu praticamente em cima de Diego Alves, que espalmou para a linha de fundo. Pouco depois, Diego Alves fez outra grande defesa e impediu o empate do time da casa.

Aos 23, o meia Éverton Ribeiro também decidiu arriscar de fora da área e quase surpreendeu Lampe, que espalmou a bola e cedeu escanteio ao time brasileiro.

Diego Alves, o nome do duelo

O goleiro flamenguista foi um dos grandes nomes do time na partida. Aos 28 minutos, Diego Alves voou para interceptar uma cabeçada certeira de Saucedo e, mais uma vez, impediu que o Flamengo sofresse o empate.

Aos 42 minutos, em jogada idêntica àquela que terminou no gol flamenguista, Gabigol arrancou, entrou na área e fuzilou na direção de Lampe. Mas, desta vez o goleiro fechou bem o ângulo e evitou que o atacante ampliasse o marcador.

Nos minutos finais, a equipe comandada por Abel Braga tratou de suportar a pressão dos donos da casa, administrar a vantagem e garantir os três pontos na primeira rodada da Libertadores 2019.

Próximos jogos

O Flamengo volta a jogar pela Libertadores na quarta-feira da semana que vem, às 21h30, no Maracanã, contra a LDU, do Equador. Antes. o time rubro-negro terá um compromisso pelo Campeonato Carioca. No sábado (9), os flamenguistas enfrentam o Vasco, pela terceira rodada da Taça Rio, o returno do Estadual. 

Fonte:R7


Pax Primavera