Homem esfaqueou pastor após culto porque ele ‘fomentava’ separação, diz polícia

Foto:Rones Cezar Leal

Suspeito prometeu se entregar à polícia

O suspeito de esfaquear um pastor após a realização de um culto teria cometido o crime porque, segundo apurado pela investigação policial, o líder religioso estaria ‘fomentando’ a separação dele com a esposa. O suspeito já foi identificado e prometeu se entregar na delegacia de Polícia Civil de Nova Alvorada do Sul, a 120 quilômetros de Campo Grande.

De acordo com o delegado Rômulo Teixeira Marcelo, o rapaz tem 29 anos e antes de esfaquear o pastor, teria agredido a esposa. “Ele dizia que o pastor estaria incentivando a separação e então foi até a igreja”, contou o delegado. Na igreja, localizada no bairro Maria de Lourdes, o culto havia encerrado, foi quando o suspeito agiu.

Ele desferiu uma facada na região da cabeça do pastor, que foi atingido próximo a orelha. “Eles entraram chegaram a entrar em luta corporal”, complementou Rômulo Marcelo. O pastor foi socorrido e levado ao Hospital municipal Francisca Ortega.

A vítima ainda não foi ouvida pela polícia, que prossegue com as investigações.

CAMPANHA SANESUL