Hospital do Câncer começa mutirão para zerar fila da radioterapia

DIVULGACAO

Pacientes que aguardam por radioterapia e exames complementares foram convocados para mutirão neste fim de semana

Neste fim semana, 8 e 9 de fevereiro, pacientes que estão aguardando por tratamento de radioterapia vão passar por mutirão no Hospital do Câncer Alfredo Abrão, em Campo Grande. O objetivo é zerar a fila de espera, hoje, de 230 pessoas em todo o Estado.O mutirão também será realizado no próximo fim de semana, 15 e 16 de fevereiro, com o mesmo objetivo.

Os convocados para o mutirão deste fim de semana são pacientes que estão aguardando pela radioterapia e precisam passar por exames como tomografia ou avaliação bucal antes do início das sessões. Alguns já passam pelo quimioterapia e estavam à espera da radioterapia.

O hospital recebeu um acelerador linear de hospital de Goiás, equipamento de alta tecnologia desenvolvidos para emitir a radiação utilizada em tratamentos de combate combater ao câncer. A máquina pode realizar 90 exames por dia.

“A ordem dos pacientes escolhidos seguiu os protocolos clínicos do hospital de urgência”, disse o diretor-geral do hospital, Gustavo Mendes. Todos os pacientes devem receber encaminhamento em prazo de até três meses, disse. O presidente do HC, Amilcar Junior, disse que o mutirão irá contar com quatro radioterapeutas e dois oncologistas.Nessa triagem, os que pacientes que necessitarem de exames complementares vão ser encaminhados ao sistema de saúde municipal, que irá fazer a regulação para onde a pessoa será atendida.O prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad, disse que o custo com mutirão já está inserido no repasse mensal de R$ 2 milhões destinado ao hospital.

Fonte:Noticia do MS

http://assomasul.org.br/