‘Intimidação real’, diz Simone sobre desfile militar no dia da votação da PEC do voto impresso

Sobre o desfile da Operação Formosa, anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro

“Tanques na rua, exatamente no dia da votação da PEC do voto impresso, passou do simbolismo à intimidação real, clara, indevida, inconstitucional. Se acontecer, só cabe à CD rejeitar a PEC, em resposta clara e objetiva de que vivemos numa democracia e que assim permaneceremos”, diz a senadora Simone Tebet (MDB-MS), sobre o desfile da Operação Formosa, anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro, que terá tanques, armamentos e outros meios da Força de Fuzileiros da Esquadra.

O desfile será realizado na Esplanada dos Ministérios nesta terça-feira (10), mesmo dia em que a Câmara dos Deputados pode votar a proposta do voto impresso. O presidente da Comissão de Direitos Humanos do Senado (CDH), Humberto Costa (PT-PE), manifestou repúdio ao desfile.

“Queria manifestar aqui o meu repúdio ao presidente da República, que em vez de estar preocupado em cuidar do país, está preocupado em cercar o Congresso Nacional e, com isso, tentar intimidar os parlamentares na votação de um tema que é simples, é parlamentar, é da legislação, e está sendo transformado numa espécie de pretexto para demonstrações desse tipo, e quiçá até tentativas de golpe no nosso país, “ disse Humberto.

Já o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE) anunciou que entrará com uma ação popular para tentar impedir o gasto de recursos públicos com o desfile.

Operação Formosa

A Operação Formosa é um treinamento militar da Marinha do Brasil, realizada desde 1988, que tem o objetivo do preparo do Corpo de Fuzileiros Navais como força estratégica, de pronto emprego e de caráter anfíbio e expedicionário, conforme previsto na Estratégia Nacional de Defesa. Nesta terça-feira, o comboio, que partiu do Rio de Janeiro, passará por Brasília a caminho do Campo de Instrução de Formosa (CIF). Essa será a primeira vez em que a operação contará com a participação do Exército Brasileiro e da Força Aérea Brasileira.

Fonte:Midiamax

Rota do Saneamento