Moto com ex-prefeito e esposa bateu de frente com carreta, após condutor se ‘desequilibrar’

Fotos:Rone Cezar/Alvorada Informa

Eduardo Capistrano (PDT) e a esposa dele, Suzana Dalmolin, faziam um passeio com outros 11 casais de motociclistas. Acidente foi no quilômetro 374, da BR-163.

Fotos:rones Cezar/Alvorada Informa

Uma colisão frontal contra uma carreta provocou a morte do ex-prefeito de Diamantino (Norte de Mato Grosso), Eduardo Capistrano (PDT) e da esposa dele, Suzana Dalmolin, na manhã deste domingo (3), na BR-163, em Nova Alvorada do Sul.

De acordo com informações do jornalista Rones Cezar Leal, do jornal Alvorada Informa, que acompanha o caso na cidade, testemunhas contaram que em determinado trecho da rodovia, a pista ficou mais estreita. O ex-prefeito, que conduzia a moto, teria se desequilibrado e acabou batendo em outra motocicleta do grupo, quando perdeu o controle da direção e foi arremessado junto com a esposa contra uma carreta, que vinha na pista contrária.

Fotos:Rones Cezar/Alvorada Informa

Uma equipe da CCR MS Via, concessionária que administra a rodovia, esteve no local para prestar socorro às vítimas, mas o casal morreu minutos após o acidente. Os corpos foram recolhidos e encaminhados ao Instituto de Medicina e Odontologia Legal (Imol) de Dourados.

O G1MS tentou contato junto a Polícia Rodoviária Federal para confirmar as circunstâncias do acidente, mas a informação é de que os detalhes da ocorrência só poderão ser repassados na segunda-feira (4).

O casal fazia uma viagem em grupo com outros 11 casais de motoqueiros com destino a Cascavel, no Paraná. Eles estavam no quilômetro 374, da BR-163, em Nova Alvorada do Sul (MS), no momento do acidente.

Durante todo o atendimento até o resgate dos corpos, os demais casais permaneceram na rodovia, que ficou parcialmente interditada. Depois dos procedimentos, um ônibus retirou as mulheres do local, com destino a Campo Grande. Enquanto os homens seguiram de moto.

Ex-prefeito de Diamantino (MT) Eduardo Capistrano (PDT) e a mulher dele, Suzana Dalmolin, morreram em viagem em grupo com outros motoqueiros — Foto: Arquivo pessoal

Eduardo Capistrano foi prefeito de Diamantino na última gestão, de 2017 e 2020. Ele disputou a reeleição no ano passado, não teve votos suficientes.

O casal deixa três filhos, de 7, 4 e 1 ano.

Por: Luana Ribeiro/G1/ms

Refiz Rio Brilhante