Nova Alvorada do Sul intensifica trabalho químico contra o mosquito Aedes aegypti em pontos estratégicos

Fotos:Alvorada Informa
Fêmea do Aedes aegypti é responsável pela transmissão da febre amarela, dengue, chikungunya e zika vírus — Foto: Divulgação

Equipe de endemias de Nova alvorada do Sul realizam trabalho químico combatendo possíveis foco do mosquito chikungunya e zika nos quatro cantos do município.

Nesta sexta-feira(31) estiveram realizando uma grande ofensiva nos patios do detran e delegacia de Polícias civil e Militar, trabalho esse realizados nos pontos estratégicos onde existe veículos apreendidos e muitos deles oferecem grande facilidade de armazenamento de água, facilitando assim com que o mosquito possa depositar ovos e dissemina o mosquito com maior facilidade.

Segundo a coordenadora de Vigilância Epidemiológica do município Viviane Cabral essa ações são muito importantes para o combate da Dengue e ressalta que com a colaboração e ajuda dos moradores na eliminação d’água parada em supostos criadouros do mosquito, como caixas de água, calhas, lixos e vasos de plantas visando garantir a atuação oportuna e eficiente da Rede Municipal de Saúde, de forma coordenada e segura para a populacao.

Números mostram que a prevenção e a melhor arma veja os casos.

Seis pessoas já morreram este ano em Mato Grosso do Sul com dengue. Uma delas em Campo Grande. O último boletim epidemiológico divulgado esta semana pela Secretaria de Estado de Saúde aponta que foram 1.344 casos confirmados de dengue até o momento. A maioria em Campo Grande com 359, Caracol 88 casos e Sonora com 84.

http://assomasul.org.br/