Pai mata filho de 6 anos com água fervente durante ritual de exorcismo

“Ele dizia que a criança estava possuída e que precisava salvá-la”, informou um dos policiais envolvido no caso

m pai foi preso na terça-feira (1º/10/2019) após matar o próprio filho durante um ritual de exorcismo na Reserva Indígena Pascua Taqui, em Tucson, nos Estados Unidos. O suspeito usou água fervente para tentar “purificar” o corpo da criança de seis anos.

De acordo com a rede norte-americana ABC, Pablo Martinez, 31 anos, teria dado água escaldante para o filho beber e, posteriormente, o segurou debaixo d’água em uma banheira. A intenção seria a de “expulsar demônios” do menino, que morreu afogado.

Romelia Martinez, mãe adotiva da vítima, relatou que Pablo decidiu dar banho no filho e em outra criança. Em determinado momento, o segundo garoto teria saído do banheiro aos prantos. Logo após, Pablo teria trancado a porta e iniciado o “ritual”.

Ao ouvir barulhos no cômodo, Romelia tentou destrancar a porta e, quando conseguiu, encontrou o marido segurando a vítima debaixo d’água.

“Ele dizia que a criança estava possuída, que tinha um demônio dentro dela e ele precisava salvá-la”, afirmou um dos policiais envolvidos no caso. Segundo ele, o suspeito deu água quente para o filho beber e o manteve sob a água por cerca de cinco a 10 minutos.

O menino foi achado pelas autoridades deitado numa cama; ele foi encaminhado a um hospital, mas não resistiu. A vítima teve 15% do corpo queimado. Pablo Martinez foi preso e irá responder pelo crime de assassinato em primeiro grau.

FONTE;METROPOLE

Pax Primavera