*Para estimular prática esportiva, Governo lança edição 2022-2023 de programas que atendem 384 atletas e técnicos*

Dentro da política de reconhecimento e de estímulo à prática esportiva, o Governo de Mato Grosso do Sul lançou, nesta quinta-feira (4), a nova edição dos programas Bolsa-Atleta e Bolsa Técnico. A partir de setembro, receberão o incentivo 384 atletas e técnicos durante 12 meses. A assinatura dos termos de adesão para a vigência 2022-2023 foi realizada na UEMS (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul).

Entre os bolsistas está a vice-campeã mundial de judô, Larissa Barros de Oliveira. A atleta paralímpica explicou que o dinheiro ajuda na preparação dos esportistas. “Todos sabem que nós, atletas, temos vários gastos com equipamentos e com uma alimentação regrada”, disse Larissa. “O jovem que conhece o esporte não conhece o lado obscuro da vida”, acrescentou.

Aos 16 anos, Larissa conquistou em maio deste ano o vice-campeonato mundial, na Normandia (França), durante as competições Gymnasiade 2022. Ela nasceu com má-formação congênita nos dois olhos e disputou na categoria até 57 kg.

O governador Reinaldo Azambuja destacou que a prática esportiva é um instrumento de inclusão social. Ele declarou ainda acreditar que os programas Bolsa-Atleta e Bolsa Técnico, por conta da sua importância, vão permanecer na próxima gestão. “O que construímos no esporte é algo sólido. Tem planejamento, tem organização. Tem apoio em todas as federações, em todas as modalidades, muitos eventos esportivos espalhados por todos os 79 municípios. Você estimula desde o atleta iniciante como o medalhista a permanecer na modalidade esportiva”, disse.

De acordo com o diretor-presidente da Fundesporte (Fundação de Desporto e Lazer), Silvio Lobo Filho, hoje os atletas e técnicos contam com o apoio do Governo Estadual para representar Mato Grosso do Sul nas competições. “Antes de 2015, os atletas iam para as competições e dormiam no chão e comiam na cozinha. Hoje todos estão sendo hospedados em hotel e recebendo alimentação balanceada. Além disso, Mato Grosso do Sul apóia 500 eventos por ano, grandes eventos nacionais e investe em espaços esportivos para todos os segmentos”.

Já o coordenador dos programas, Domingos Sávio da Costa, destacou que em 2015 o investimento era de R$ 22 mil e hoje é de R$ 4,026 milhões nos programas Bolsa-Atleta e Bolsa Técnico. “Dúvido que tenha um estado que invista mais em esporte”, declarou.

São oito categorias de Bolsa-Atleta e duas de Bolsa Técnico. Os valores vão de R$ 500 a R$ 1.500 por mês. E os recursos são provenientes do Fundo de Investimentos Esportivos (FIE/MS).

Assomasul Corredor Bioceanico