Com prédio da Justiça isolado e sem transmissão ao vivo, Lula depõe a Moro

Prédio da Justiça Federal em Curitiba estará isolado para evitar manifestações

Os ânimos acirrados de apoiadores da Operação Lava Jato, de um lado, e de militantes favoráveis a Luiz Inácio Lula da Silva, de outro, vão ter que aguardar e ter paciência nesta quarta-feira (10), quando o ex-presidente depõe ao juiz Sergio Moro, em Curitiba, a partir das 14h.

Enquanto Lula e Moro estiverem frente a frente pela primeira vez, o resto do país deve aguardar– e bem longe do prédio da Justiça Federal.

A região onde fica a sede da Justiça Federal, no bairro do Ahú, na capital paranaense foi bloqueada para evitar a presença de manifestantes, desde as 23h de terça-feira (9). Apenas moradores, comerciantes e profissionais de imprensa credenciados, além dos servidores do Judiciário, terão acesso ao local.

Para aumentar a ansiedade dos militantes, o depoimento não terá nenhum tipo de transmissão ao vivo — apesar de ser publicado, na íntegra, em vídeo, algumas horas depois. Portanto, é provável que só se saiba o que Lula disse a Moro algumas horas depois do final do depoimento — a não ser que haja vazamentos. A fim de evitar isso, o juiz Sergio Moro proibiu até o uso de celulares na audiência.

Fonte: UOL

http://assomasul.org.br/