Prefeitura de Rio Brilhante adota aulas remotas na Rede Municipal

Ano letivo começa oficialmente hoje, segunda-feira 22, também com opção de ensino híbrido

A Prefeitura de Rio Brilhante, por meio da Secretaria de Educação, após reunião entre assessores e Assessoria Técnica Pedagógica, anunciou para hoje, segunda-feira (22), o início das aulas não presenciais para os alunos regularmente matriculados na REME (Rede Municipal de Ensino). Segundo o Secretário da Pasta, Miquéias Nantes, ficou estabelecido que as aulas sejam remotas (conteúdo 100% online) nas CEIS, buscando-se uma maior interação entre família, alunos e escola por meio de plataformas digitais e canais de comunicação virtual. Já nas escolas será ensino híbrido, (nova tendência educacional), onde se aplica a tecnologia digital com interações presenciais.

A retomada das aulas foi estabelecida após estudos sobre o transcurso do ano letivo de 2020, as ações desenvolvidas e no que determina a legislação educacional em vigor. Posteriormente, em função da pandemia sobre o Covid-19, a Secretaria de Educação elaborou um novo calendário de atividades não presenciais, em que os professores utilizarão ferramentas de comunicação para reiniciar a interação com os alunos durante este período de suspensão temporária das aulas presenciais. Inicialmente, haverá a apresentação de (vídeos de apresentação, normas das escolas, cronograma de atendimento e atividades lúdicas). As creches seguirão com aulas remotas. Para escolas o ensino híbrido terá plantão de 10 a 15 alunos três dias por semana entre as 07h e as 09h e entres as 13 e 15h com rodízio de turmas. Os alunos serão divididos em 03 grupos ou conforme a realidade de cada unidade, sendo uma turma por semana.

“Cabe aos pais ou responsáveis legais, em comum acordo com a escola, a opção pela permanência do estudante em atividades remotas ou Ensino Híbrido, sendo que os termos deste entendimento deverão ser formalizados junto à direção escolar”. Disse Miquéias.

Após anunciar a compra de (05) mil kits escolares (uniformes e materiais básicos), o prefeito Lucas Foroni disse que “a proposta de aulas não presenciais é uma forma de reaproximar alunos e professores e evitar danos à aprendizagem, bem como, de fortalecer a interação com as famílias, desenvolvendo parcerias que venham a ampliar o processo educacional”. Disse o prefeito.

Fonte:AsseCom PMRB / David Barbosa Silveira

nota premiada