Quadrilha é presa com mais de 3 toneladas de droga; 13 veículos de luxo são apreendidos

A polícia conseguiu desarticular o esquema especializado em roubos de veículos e tráfico de drogas

Uma investigação do Garras (Delegacia de Repressão a Roubo a Banco, Assaltos e Sequestros) resultou em quatro pessoas presas com mais de três toneladas de maconha e 13 veículos apreendidos, a grande maioria de luxo. O flagrante aconteceu na madrugada de ontem (17), mas os detidos foram apresentados pela polícia na manhã deste sábado (18), em Campo Grande.

De acordo com os delegados Fábio Peró e João Paulo Sartori, ambos do Garras, a investigação começou há aproximadamente três meses. Além do tráfico, a quadrilha também é especializada em roubos de veículos, já que com os suspeitos, a polícia localizou cinco caminhonetes roubadas em outros estados e todas estavam com placas clonadas.

Os suspeitos foram identificados como Sérgio Rodrigues da Costa, 40, Gilberto Melo Martins, 40, Laudimar de Oliveira, 42 e Geovane Fernando Raimundo, de 26 anos.

Ainda segundo os delegados, Laudimar e Geovane estavam vindo para Campo Grande trazendo duas caminhonetes roubadas para Sérgio e Gilberto que são considerados os ‘chefões’ já que eles eram os donos de todo entorpecente.

Sérgio e Gilberto equipavam as caminhonetes roubadas com molas de caminhões para aguentar o peso da droga. Em seguida, eles viajavam até o Paraguai, buscavam o entorpecente que era trazido para Campo Grande e depois era distribuído em vários estados do Brasil.

No depósito dos traficantes, a polícia encontrou mais de três toneladas de maconha. Nas residências dos suspeitos foram encontrados vários veículos, sendo sete caminhonetes, dois carros de passeio, três motocicletas e até um guincho.


Toda droga e todos os veículos localizados foram apreendidos e o quarteto foi preso. Agora, a polícia investiga se existem outros bandidos ligados à quadrilha.

Fonte:Topmidia

Pax Primavera