Reeducandas de Jateí são capacitadas em curso de manicure e pedicure

Jateí (MS) – Visando a grande demanda pelo mercado profissional na área da beleza e o crescente interesse da população pela estética e cuidados pessoais, reeducandas do Estabelecimento Penal Luiz Pereira da Silva, em Jateí, foram qualificadas na área de manicure e pedicure, por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec).

O curso profissionalizante no presídio de Jateí foi uma das 10 qualificações voltadas à população carcerária do Estado, oferecidos atualmente dentro do programa nacional “Educação Profissional nas Prisões: Pronatec como estratégia de promoção à cidadania”.

A iniciativa é uma ação conjunta entre o Ministério da Educação, Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) e Ministério Extraordinário da Segurança Pública, com financiamento do Departamento Penitenciário Nacional (Depen). Em Mato Grosso do Sul, a organização para promoção dos cursos ocorre por meio de parceria entre a Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) e a Secretaria de Estado de Educação (SED).

“Optamos em oferecer um curso que pudesse inserir profissionais capacitadas a atenderem tal demanda, e com condições de realizar o seu trabalho dentro das normas de biossegurança e dos critérios regionais”, destacou a diretora do presídio, Solange Pereira da Silva, durante a solenidade de formatura, realizada este mês.

Em Jateí, as qualificações do Pronatec Prisional são coordenadas pelo Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) Profª Evanilde Costa da Silva, de Dourados. Ao todo, cinco internas foram certificadas e estão aptas a atuarem como manicures em salões de beleza ou mesmo como profissionais autônomas.

O evento contou com a presença da vice-prefeita de Jateí, Cileide Cabral, da diretora do CEEP de Dourados, Alini Aparecida de Lima Nolasco, presidente do Conselho da Comunidade da Comarca de Fátima do Sul, Wagner Souza Santos, a coordenadora do curso de manicure e pedicure, Shantely Tauane de Lima Vasconcelos, entre outros.

Texto: Keila Oliveira – Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen)

Pax Primavera