Riedel: ‘Criamos um ambiente competitivo que trouxe R$ 33 bilhões ao MS em seis anos’

Secretário listou desafios do agro e iniciativas do Governo do MS para alunos da pós-graduação da UFGD

“Criamos um ambiente competitivo, fazendo o possível para atrair empresas para o nosso Estado e o resultado é o investimento privado de R$ 33 bilhões em seis anos. O Estado tende a se industrializar com maior intensidade, gerando emprego e renda”, afirmou nesta semana o secretário de Infraestrutura do Governo do Estado, Eduardo Riedel

A fala ocorreu durante palestra ministrada pelo secretário para os alunos da pós-graduação da Universidade Federal da Grande Dourados, sobre as principais iniciativas da gestão estadual em relação ao setor produtivo. Em detalhes, ele apresentou o panorama do agro, os desafios para a próxima década, assim como a atuação do poder público para o desenvolvimento sustentável agropecuário.

Em um traçado econômico, Riedel pontuou as forças das matrizes do Estado. “Mato Grosso do Sul é uma potência agropecuária, registrando indicadores importantes, como a segunda maior produção de carne bovina e de produtos florestais do País, assim como a quinta maior produção de soja e a quarta de milho”.

Riedel falou da importância da infraestrutura para o desenvolvimento e citou, ainda, dados sobre sustentabilidade que reforçam o perfil empreendedor do produtor rural, assim como as iniciativas de incentivo do Governo do Estado. “Temos a meta de Mato Grosso do Sul se tornar um Estado Carbono Zero até 2030 e para isso o Governo do Estado adotou medidas que vão desde recursos para projetos, como programas de incentivos de boas práticas”.

Novas cadeias têm sido pensadas para atuar, entre elas a de processamento de milho para produção de etanol, o fortalecimento da cadeia produtiva de piscicultura. “Para facilitar a vida dos investidores, precisamos dar continuidade às ações de desburocratização, principalmente dos pequenos negócios”.

Para o público em especialização, Riedel falou da importância da educação pública. “Mão de obra qualificada é um desafio para o Brasil e para Mato Grosso do Sul, e isso passa pela responsabilidade do setor público, sendo o nosso maior ponto focal de investimento, garantindo o futuro do Brasil”.

O evento integra as comemorações dos 10 anos do Programa de Pós-graduação em Agronegócios da instituição. O objetivo da iniciativa é fomentar a discussão sobre os cenário atual e futuro da pesquisa econômica e ambiental que atualmente se encontra em desenvolvimento nos Programas.

Riedel é graduado em Ciências Biológicas pela UFRJ, mestre em Zootecnia pela UNESP e especialista nas áreas de Gestão Empresarial, pela FGV e Gestão Estratégica pelo Instituto Francês INSEAD. Foi presidente da Famasul e do Conselho Deliberativo do Sebrae, vice-presidente e diretor da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e, mais recentemente, foi Secretário Estadual de Governo e Gestão Estratégica por seis anos (de 2015 a 2021).

Fonte: Assessoria de imprensa do Governo do Estado

ALEMS:UNIÃO DE ESFORÇOS