Seleção comemora 19 anos do penta: relembre detalhes da conquista

A última conquista de Copa do Mundo do Brasil foi em Yokohama, no Japão, em 2002. A Seleção Brasileira, comandada por Luiz Felipe Scolari, chegou com desconfiança ao Japão e à Coreia depois de fraca eliminatória, na qual terminou na terceira posição, com 13 pontos a menos do que a Argentina, líder da competição e favorita ao título da Copa.

No entanto, o time de Ronaldo (na época, Ronaldinho), Ronaldinho Gaúcho e Rivaldo fez Copa irretocável, vencendo todas as seis partidas que disputou. Na fase de grupos, o Brasil demonstrou seu poder ofensivo com vitórias sobre Turquia, de virada, por 2 a 1, China por 4 a 0 e Costa Rica por 5 a 2. Nas oitavas de final, Ronaldo e Rivaldo comandaram vitória por 2 a 0 sobre a Bélgica. Já nas quartas, outra virada por 2 a 1, desta vez contra a Inglaterra. Outro jogo difícil contra a Turquia, vitória por 1 a 0 na semifinal, valeu a vaga na final. Na decisão, a vitória por 2 a 0, com dois gol de Ronaldo, deu o pentacampeonato ao Brasil.

Já a derrotada Alemanha, ao contrário do Brasil, não fez uma Copa primorosa. Depois de golear a Arábia Saudita por 8 a 0 na estreia, o time de Rudi Voller empatou com a Irlanda no segundo jogo por 1 a 1 e só garantiu a vaga nas oitavas no último jogo, quando venceu Camarões por 2 a 0. Na fase de mata-mata, a Alemanha chegou à final com vitórias por 1 a 0 sobre Paraguai, Estados Unidos e Coreia do Sul.

Apesar da chuva de gols na estreia, o ponto forte da Alemanha era a defesa. Armada no esquema 3-5-2, o setor defensivo alemão só sofreu três gols na competição, sendo dois na final contra o Brasil. Além da formação fechada, o goleiro Oliver Kahn, em eleição depois das semifinais, foi eleito o melhor jogador da Copa do Mundo de 2002.

Refiz Rio Brilhante