Servidores param nesta 3ª contra Nova Previdência e cortes na educação

No Distrito Federal, a mobilização está com concentração marcada para as 9h, em frente do Museu Nacional

greve nacional pela educação, que contará com a participação de outras categorias, visa também protestar contra a reforma da Previdência. Esta é a proposta de servidores públicos, professores e estudantes para esta terça-feira (13/08/2019), Dia Nacional de Mobilização, Paralisações e Greves.

Além de brigar contra a proposta de reajuste previdenciário aprovada na Câmara dos Deputados, na semana passada, os trabalhadores prometem esforços conjuntos para derrubar os cortes anunciados pelo governo Jair Bolsonaro (PSL) na área de educação.

No Distrito Federal, a mobilização está com concentração marcada para as 9h, em frente ao Museu Nacional. Lá, serão repassadas algumas deliberações e orientações para os participantes. Como a reforma da Previdência seguiu para o Senado, a pressão agora será sobre aquela Casa.

Dessa forma, os organizadores da greve, que se dará apenas nesta terça-feira (13/08/2019), farão uma marcha até o Congresso Nacional, onde irão procurar os senadores que pretendem votar com o governo a fim de demovê-los da ideia, além do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Fonte; metrópoles

Pax Primavera