Suposto superfaturamento em construção de Câmara é alvo do MPE

Documentos da obra passarão por análise

O MPE-MS (Ministério Público Estadual) instaurou um inquérito civil parar apurar possível superfaturamento e irregularidades na construção do prédio da Câmara de Vereadores de São Gabriel do Oeste, a 140 quilômetros de Campo Grande.

A investigação foi instaurada a partir de um outro inquérito civil de 2007, que quase chegou a ser arquivado, porém houve voto do conselheiro relator para que as investigações proseguissem de forma desmembrada, conforme os autos do processo.

O DAEX (Departamento Especial de Apoio às Atividades de Execução), órgão do MPE-MS, irá realizar uma análise técnica dos documentos referentes às obras, junto ao corpo técnico de arquitetos e engenheiros responsáveis, ainda segundo os autos.

A construção do prédio da Câmara Municipal de São Gabriel do Oeste durou dois anos e meio, e a inauguração da sédie própria do Legislativo do município ocorreu em dezembro de 2008, durante a gestão do então presidente da Câmara, ex-vereador José Ricardo de Melo Menezes.

O valor total da construção do prédio foi de R$ 1,5 milhão. A investigação corre na 1ª Promotoria de Justiça de São Gabriel do Oeste, pela responsabilidade da promotora Isabelle Albuquerque dos Santos.

O Jornal Midiamax tentou entrar em contato por telefone com a Câmara de São Gabriel do Oeste, porém foi informado de que o expediente do órgão só voltará a funcionar na próxima segunda-feira (19).

Fonte: Midiamax

http://assomasul.org.br/