Verstappen ataca Massa: “É brasileiro, não há o que dizer”

Max Verstappen ficou irritado com Felipe Massa

Max Verstappen, sexto colocado no treino classificatório para o GP do Bahrein, realizado neste sábado (15), terminou a atividade nada satisfeito com a posição de largada em Sakhir. O holandês, mais veloz no TL3, encontrou um culpado pela performance abaixo do esperado no Q3: Felipe Massa.

Verstappen criticou o piloto da Williams, entendendo que foi atrapalhado na última tentativa da fase decisiva da classificação no Bahrein.

“O primeiro lugar no TL3 não indicava muito, mas parecíamos competitivos”, disse. “A classificação era bastante positiva, conseguia melhorar cada vez que ia para a pista. Eu me sentia muito bem, mas na última tentativa estava atrás de Lewis (Hamilton) e nos preparávamos para abrir nossas voltas.

“Pouco antes de me preparar para entrar na última curva, Felipe mergulhou na minha frente e simplesmente parou. Havia uma grande distância entre nós, então eu fiquei pensando ‘por que você faz isso?'”, indagou.

“Tive de ficar em primeira marcha por toda a curva para ganhar espaço, o que basicamente arruinou minha volta, pois os seus pneus estão frios, você tem uma saída da última curva ruim e tudo acaba ali

Questionado se procuraria Massa para conversar sobre o incidente, Verstappen soltou uma frase, no mínimo, polêmica: “Bom, ele é brasileiro, então não há muito o que dizer”, disparou.

“É uma pena – poderíamos nos respeitar e manter distância um do outro em vez de fazer o que ele fez na última curva”, acrescentou.

Apesar do desapontamento na classificação, Verstappen está confiante em relação ao progresso que a Red Bull tem feito e acredita que pode ganhar posições na corrida.

“Foi uma classificação positiva, em linhas gerais. Então amanhã deve ser interessante. Podemos ficar perto da Ferrari – a Mercedes está um pouco mais rápida, mas quando a pista é dura com os pneus eles tendem a sofrer um pouco mais, então nunca se sabe.”

“Sabemos que Mercedes e Ferrari podem aumentar a potência dos motores um pouco mais do que a gente na classificação, mas na corrida normalmente conseguimos ser mais competitivos”, completou.

Fonte: Midiamax

Pax Primavera