Wildfire 2019: conferencistas conhecem estrutura de brigada de incêndios em usina de MS

Atvos Santa Luzia abriu as portas para apresentação das boas práticas de prevenção e combate a incêndios e simulação da atuação integrada com demais usinas

Capacitação dos brigadistas e atuação integrada das usinas de açúcar e etanol no trabalho de prevenção e combate a incêndios em canaviais foram apresentadas no Dia de Campo da 7ª Conferência Internacional de Incêndios Florestais (Wildfire). A programação aconteceu no dia 30 de outubro, na usina Atvos Santa Luzia, em Nova Alvorada do Sul (MS).

O evento reuniu cerca de 40 pessoas, entre conferencistas e brigadistas da região. O Engenheiro Florestal, Richard Respondovesk, participante da Wildfire, avaliou o dia de campo de forma positiva. Além de destacar a união das usinas e demais entidades para cooperação em casos de emergência, para ele, o que chamou a atenção é o trabalho de saúde ocupacional desenvolvido com os brigadistas. “Achei muito interessante e eu ainda não conhecia, pois fazem exames periódicos voltado para o perfil do brigadista. Vejo uma equipe madura, preparada”, ressaltou o engenheiro com experiência no segmento florestal.

Richard Respondovesk (na foto, segundo à esquerda), conferencista da Wildfire, é Engenheiros Florestal com mais de 25 anos de experiência na produção de equipamentos e produtos para área de prevenção combate a incêndios. (Imagem: Divulgação/Biosul)

De acordo com o Coordenador Agrícola e Emergencial da Atvos, os participantes tiveram a oportunidade de conhecer desde uso de equipamentos de segurança até a execução de um atendimento integrado simulado. “É importante dizer que o nosso maior foco é o trabalho de prevenção, contudo demonstramos hoje aqui como ocorre na prática um atendimento integrado com vítima”, falou sobre o Dia de Campo.

A simulação de combate a um incêndio foi realizada em conjunto com brigadistas das unidades Biosev, Atvos Eldorado e Delta, também integrantes do Plano de Auxílio Mútuo Emergencial (Pame).

“O Plano de emergência é importante porque abrangemos uma extensa área agrícola, como canaviais, fazendas de grãos, empresas. Por meio das reuniões, o grupo se prepara para eventuais emergências em conjunto com o Corpo de Bombeiros, mesmo que sejam em áreas fora de canaviais”, explicou.

Para o gerente da Biosul (Associação de Produtores de Bioenergia de Mato Grosso do Sul), Érico Paredes, o Dia de Campo foi um exemplo de como as usinas do Estado estão preparadas para prevenir e combater incêndios. “Mato Grosso do Sul vivenciou um dos momentos mais críticos com relação a incêndios nos últimos meses, e a cooperação das usinas com Corpo de Bombeiros e Defesa Civil no interior do Estado tem se mostrado eficaz”, avaliou.

Juntos pela Comunidade contra incêndio

Além da atividade a campo, a Atvos Santa Luzia participou do Wildfire 2019 com o painel ‘Juntos pela Comunidade contra Incêndios’. A campanha de prevenção realizada nas escolas de Nova Alvorada do Sul (MS) foi destaque entre os cases apresentados nos grupos de trabalho da Conferência.

Mais de 1.800 alunos e professores de escolas municipais e estaduais e oito escolas tiveram a experiência de conhecer equipamentos de segurança e trabalho para combate a incêndios.

A unidade desenvolveu ainda materiais informativos para produtores rurais com canais para relatar focos de incêndio e as rádios locais e comunitárias receberam conteúdo exclusivo sobre o tema como forma de ampliar a conscientização da população local.

Wildfire 2019

A Conferência é um dos encontros mais importante do mundo para tratar de informações sobre prevenção e combate a incêndios e a sétima edição foi realizada em Campo Grande (MS), de 28 de outubro a 1 de novembro.

Fonte:Biosul

Pax Primavera